A Fenapef já finaliza um estudo com dados de déficit da área de apoio da corporação. O objetivo é que a PF solicite um novo concurso para servidores administrativos ao Ministério da Economia.

A informação foi passada pelo presidente da Fenapef, Luis Boudens. Ele afirmou que até o final de abril esse estudo deverá ser concluído e entregue à Polícia Federal.

Segundo Boudens, será solicitada a contratação de mais 2 mil oficiais de Polícia Federal, que ocupam cargos da área de apoio. Entre eles, está o cargo de agente administrativo. Para esta carreira é exigido apenas o nível médio. A remuneração é de R$4.710,76 já com o auxílio-alimentação de R$458. O regime de contratação é o estatutário, que assegura a estabilidade.

A Polícia Federal foi questionada sobre a intenção de enviar um novo pedido de concurso para a área de apoio. A PF informou que não há previsão de um novo concurso para a área de apoio, mas não esclareceu se pretende enviar um novo pedido ao Governo.

A realização de um novo concurso seria o cenário ideal para aliviar o grande déficit de servidores na área de apoio.

Por meio de sua conta oficial do Twitter, o deputado federal Eduardo Bolsonaro também defendeu a contratação de novos agentes administrativos na Polícia Federal. Assíduo nas redes sociais, ele voltou a falar sobre o assunto após o Governo Federal ter autorizado a chamada de mil aprovados no concurso em andamento.

Eduardo destacou que a PF é essencial no combate a corrupção. Além disso, classificou como “urgente” a contratação de novos agentes administrativos. Ele, que também é policial federal, reconhece a necessidade de ampliar o efetivo, uma vez que os policiais deixam de exercer as suas funções para cobrir outras com vacância.

Último concurso de agente perdeu validade em junho de 2018

A Polícia Federal completará seis anos desde o seu último concurso para a área de apoio, quando ofertou 566 vagas em cargos dos níveis médio e superior da área administrativa. A validade desta seleção foi encerrada em 2 de junho de 2018. Como de costume, a seleção teve o Cebraspe como organizador.

O grande destaque ficou por conta do agente administrativo, que contou com 534 vagas em diversos estados, além do Distrito Federal.

A seleção também contou com chances para os graduados, com 32 vagas, todas para o Distrito Federal. Desse total, 11 eram destinadas ao cargo de engenheiro, sete para assistente social, cinco para contador, quatro para administrador, três para psicólogo e duas para arquivista.

Todos os candidatos foram avaliados com prova objetiva, e os de nível superior realizaram ainda uma prova discursiva. A seleção reuniu 324.497 inscritos em todo o país, sendo 318.832 apenas para o cargo de agente de nível médio.

Informações do concurso

  • Concurso: Polícia Federal 2019
  • Banca organizadora: a definir
  • Escolaridade: médio
  • Número de vagas: a definir
  • Remuneração: R$ 4.270,77
  • Inscrições: a definir
  • Taxa de Inscrição: a definir
  • Provas: a definir
  • Situação: PREVISTO
  • Link do último edital