O Ministério Público do Ceará divulgou em suas redes socias que divulgará o edital de seu concurso público para servidores amanhã (17/12).

Mesmo sem a publicação do edital, as principais informações do concurso MP-CE já foram confirmadas, com exceção das datas. O procurador-geral de Justiça do Estado do Ceará, Plácido Rios, em transmissão ao vivo, deu detalhes do concurso e antecipou informações como vagas, cargos e salários, além das etapas de seleção.

Está confirmado que o concurso MP-CE oferecerá 29 vagas mais formação de cadastro de reserva para as carreiras de técnico e analista, que exigem nível médio e superior, respectivamente.

No caso do técnico, será necessário ter o nível médio completo para participar, sendo reservadas 12 vagas imediatas mais formação de cadastro de reserva. No caso do analista, a oferta é de 17 vagas mais cadastro, sendo necessário graduação na respectiva área.

As chances serão em várias especialidades, já confirmadas, sendo:

  • Administração – uma vaga;
  • Biblioteconomia – uma vaga;
  • Ciências contábeis – seis vagas;
  • Ciências da computação – cadastro de reserva;
  • Direito – uma vaga;
  • Engenharia Civil – quatro vaga;
  • Psicologia – duas; e
  • Serviço social.

Aqueles que figurarem no cadastro de reserva poderão ser chamados durante todo o prazo de validade do concurso público, que será de dois anos, contados a partir da homologação do resultado final e podendo ser prorrogado por igual período.

Mesmo com um número de vagas pouco expressivo, o procurador anima os concurseiros para o cadastro de reserva. Isso porque a expetativa é utilizá-lo e promover um bom número de convocações.

“É importante não se limitar ao número de vagas, pois é comum durante o prazo de validade surgirem mais vagas. Não temos a menor dúvida que mais cargos vão vagar.”

Outro ponto confirmado por Plácido Rios foi o salário dos cargos. A remuneração inicial dos técnicos será de R$4.815. Já o analista terá R$5.919,42, sendo ambos com auxílio-alimentação. Os servidores ainda terão outros benefícios, como auxílio-alimentação, plano de saúde, entre outros.

As carreiras exigirão o cumprimento de 30 horas de trabalho semanal. Os participantes serão avaliados com provas objetivas e discursivas, de caráter eliminatório e classificatório. Serão 120 questões, das quais 50 para Conhecimentos Básicos e 70 de Conhecimentos Específicos mais a Redação. Os analistas ainda terão uma prova de títulos de caráter classificatório.